04 fevereiro, 2010

As obras-primas de Deus



“A fé é como uma tintura que acaba colorindo o que cada um vê.” John Burke

Em meus textos anteriores tenho falado a respeito da total falta de noção das igrejas em seus ensinamentos exclusivistas (quero dizer aquilo que EXCLUI mesmo as pessoas) embutindo na mente dos cristãos de maneira muito sutil, porém eficaz, uma cultura farisaica contemporânea, vamos assim dizer.

Dessa vez, vou tentar - eu disse tentar - deixar de lado a minha indignação para falar mais do amor e da graça de Deus e de como Ele realmente deseja que nós, como seus seguidores, nos comportemos a fim de melhor representá-Lo aqui na terra.
Precisamos espalhar a verdade sobre a graça de Deus e o poder de transformação que ela tem. As pessoas não acreditarão que Deus as aceitará e amará até que aqueles que alegam conhecê-Lo comecem a mostrar-lhes.

Graça sem amor significa tolerância. Não podemos mais simplesmente tolerar as pessoas no mundo, a graça deve ser encarnada porque sem ela, essas pessoas nascem para fugir de Deus.

Imagine que uma obra de arte valiosíssima esteja sob a sua responsabilidade. Um quadro de Picasso, por exemplo, avaliado em milhões de dólares. Agora imagine que por um acidente esse quadro ficou todo borrado e sujo de lama. Você não vai se importar muito com a lama, mas sim com a preciosidade da obra em si. Provavelmente se você tentar limpar acabará danificando ainda mais o quadro. Então o correto a se fazer é levá-lo a um especialista que vai limpá-lo sem danificar a peça. Assim deve ser a nossa atitude diante dos não cristãos. Devemos voltar o nosso olhar para a obra-prima criada por Deus: a vida dessas pessoas, e não para os pecados que elas trazem consigo. Pois, quanto aos pecados, podemos deixá-los aos cuidados do especialista, o Senhor Jesus Cristo. Afinal, todas as pessoas vivem em processo de restauração, por isso Deus pacientemente limpará a lama do “nosso Picasso” até o dia final.

Enfim, aquele que pára diante de Deus vai encontrar o propósito para a sua vida. E nós não devemos tentar consertar as pessoas, isso é obra de Deus. Devemos, portanto, simplesmente amá-las para que sejam religadas ao Pai.
Paulo disse: “aquele que ama o seu próximo tem cumprido a Lei.”
Nesse caso, vamos procurar não transgredir a Lei e nem cumprir de maneira farisaica ao ponto de distorcê-la.


por Kênia Siqueira retirado de Se Parar Pra Pensar...

3 comentários:

Gutojardim disse...

"Graça sem amor significa tolerância(...)" só essa frase já vale pelo texto!

Thais Morrone disse...

Como foi bom ler esta mensagem antes do trabalho! =)

Alexandre disse...

Ow muito loko o post!!

Falo muito comigo.

Isso acontece com muita gente, queremos ocupar o lugar de Deus na vida da pessoas sendo q ele é insubstituivel na vida de qualquer ser humano.

abração