15 janeiro, 2009

30/86400



Gosto muito de uma história sobre um palhaço e um pregador...

"O pastor e sua igreja dividiam a atenção do bairro com um circo que havia acabado de chegar. Com apresentações no mesmo horário dos cultos, o circo arrematava todas pessoas do bairro o que foi preocupando o pregador que um dia se viu sozinho em sua igreja.

Ele engoliu o orgulho e com a sutileza de um espião foi até o circo ver a famosa apresentação do palhaço. Chegando lá o circo estava lotado, o palhaço em sua apresentação arrancava gargalhadas, soluços, sorrisos e lágrimas dos espectadores.

Quando a apresentação acabou, o pregador foi até o camarim montado em um trailer onde dormia o palhaço e sem apresentações foi logo perguntando: Qual o seu segredo? Porque todas as pessoas deixaram de ir na minha igreja para ir até esse circo ver sua apresentação! Vamos, diga! O palhaço então, retirando a maquiagem, disse: Acho que é porque você passa uma verdade como se fosse uma mentira e eu uma mentira como se fosse verdade!..."

Esse pensamento deve ser nosso foco quando pensamos em como vamos levar a verdade eterna que pode mudar a vida de qualquer pessoa. Temos levado a verdade como se ela realmente fosse verdade? Ou temos passado ela como se fosse a mentira mais cabulosa de todas?

Sobre o título do post: 30/86400

30 segundos, é o tempo necessário para qualquer marca de cerveja te convencer que seu verão vai ser um tédio se você não tomar algumas.

86400 segundos, é o tempo médio de qualquer pregação tentando te provar que sua vida nunca mais será a mesma depois que você provar da água viva.

Algo está errado...

"E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará" (João 8:32)


por Gustavo Jardim

Um comentário:

Thaís Morrone disse...

Isso me preocupa.... há alguma saída?? Onde está o problema???